segunda-feira, 10 de setembro de 2012

O Animal Que Carrego.


               Não é para enfeite, que possuímos animais em nossas bandeiras, não é por capricho que ostentamos a silhueta selvagem de criaturas animalescas. 
É por identificação, por que dentro de nós sabemos, esse animal vive, respira, pulsa... Selvagem, forte.

Ostentar um animal de “poder” não é motivo de orgulho, até que se tenha dominado seus instintos, domado seus impulsos, vencido seus defeitos e aprendido a desfrutar de suas qualidades.

Uma forma didática de explicar e ter sempre em mente, quais os defeitos mais marcantes que temos, e que JAMAIS devemos dar as costas pra eles, pois tal como um animal selvagem, um único descuido e todo o trabalho vai por água a baixo.

Certa vez escutei em algum lugar...”Abrace sua dor!”... de fato... Abrace seus defeitos, conheça cada um deles, veja cada fenda em sua armadura, conheça suas limitações. É assim que crescemos, só assim evoluímos.

Temos o PÉSSIMO habito de esconder de nós mesmos esse animal, ao invés de encarar, fingimos  não vê-lo, fingimos que ele não existe, apoiamos nosso crescimento em elogios e opiniões alheias... Tornamo-nos assim o perfeito espelho do que não somos, do que nunca fomos... do que nunca seremos.

Assim perdemos a partida... deixamos que ele... o Senhor da ilusão, o Demiurgo, o Rex Mundi(como chamavam os cátaros), ou Maia (como chamam os brahmanes)... vença. Abraçamos a ilusão que criamos de nós mesmos, deixamos de ser tudo aquilo que poderíamos ser.

É por vias emocionais que esse animal se manifesta, é a EMOÇÃO que demonstra sua ferocidade, e pela racionalidade o domamos. Desse casamento nasce o SENTIMENTO, uma emoção racional, esclarecida, lógica. A Racionalidade torna esse animal o maior dos aliados, um excelente guerreiro e companheiro nas horas difíceis.

Conheça portanto seu animal, ame-o, eduque-o... entenda que ele É você e você É ele... case-se com seus defeitos e seja pai de suas próprias virtudes. Seja tudo aquilo que nasceu pra ser, seja tudo que deveria ser, seja TUDO. Escape das ilusões que você mesmo criou, Desperte.

Grite a plenos pulmões para que o Senhor das ilusões trema de medo...”EU SEI QUEM SOU!  SOU FILHO DO UNIVERSO E VIM REINVIDICAR O TRONO QUE É MEU POR DIREITO!”



Vi a necessidade desse texto, depois de uma conversa ao telefone com quem, mesmo em pouco tempo, já considero um grande amigo... não tenho a menor pretensão de que todos que venham a ler entendam, tenho certeza de que muitos vão torcer o nariz, e preferir voltar a sapatear feito macacos em torno de um realejo criado por mentes tão doentes quanto nossa sociedade permite.





Aos que entenderem.... eu deveria elogiar, mas infelizmente não posso... pois se você leu, e entendeu, sabe o trabalho filho da puta que dá e sabe o tamanho da pica da responsabilidade que é.



Hoje, um pouco menos desbocado, mas ainda assim...
O Lobo do Leste

quinta-feira, 6 de setembro de 2012

Vamos falar de Alquimia... (Não! Não é um convite. Cala a boca, senta ai e lê!)


Nos últimos tempos, ela tem tomado um aspecto comercial, mercantil... Fala-se em “alquimia das plantas”, “Alquimia das velas”. A variedade de termos com o puro cunho marqueteiro é enorme. O que não seria de todo ruim, se isso não negasse em absoluto, o próprio significado da palavra.


O termo vem do árabe, AL-Khemy, vem do árabe e quer dizer "a química", mas não no sentido que damos hoje... Refere-se a “a química” como a constituição de TODAS as coisas.

Termo novo para antigas praticas velhas conhecidas dos povos europeus pré-romanos, dos egípcios, e até, de quem veio antes deles.

Chamada de “Arte Real” ou ainda, “Ciência Integral”, ela não foi a mãe da química como querem alguns... Ou avó da física, como arvoram-se outros. Foi sim a renegada, maltratada e esquecida  MÃE de TODAS as ciências conhecidas.

Partindo dessa premissa, fica fácil entender, que um alquimista é por definição um cientista, não como os grandes acadêmicos que vemos hoje, mas sim, doutores em TODAS as formas de conhecer o universo, tentando assim entender o pensamento de Deus.

A linguagem alquímica, complexa e ao mesmo tempo simples, jamais se baseou ou mesmo poderia se basear em palavras. Estas encerram em si um significado limitado, pobre, o que tornaria o entendimento dos princípios INTEGRAIS, absolutamente impossível.

Temos então os SIMBOLOS, o que o Dr. Carl G. Jung chamou de chaves para o subconsciente, para o inconsciente coletivo, ou como chamavam os alquimistas, para a “anima mundi” (não, não é o festival de desenho animado... continua calado e lendo!), ou “alma do mundo”. 







Esses símbolos, gravados no fundo de cada um de nós, e com uma abrangência interpretativa vasta, possibilitou que o conhecimento INTEGRAL fosse passado de uma forma integra. Notadamente, a mesma ilustração que descreve a criação do universo, descreve também princípios medicinais, ou o funcionamento de um circuito elétrico, ou ainda, o funcionamento da mecânica psicológica humana.

Grande parte do conhecimento dos antigos Doutores da velha ciência, tem sido “descobertos” recentemente por novos e “Brilhantes” cientistas. Infelizmente temos o péssimo habito de achar que o conhecimento de civilizações anteriores a nossa, são inferiores. (Agora vai La tu, a PAU e CORDA e levanta as pedras de Stone henge.)


Até aqui deu pra acompanhar? Se não deu... Foda-se... Volta e Le novamente que não sou papagaio.

Continuando...

A grande obra é portanto, a transformação... A transmutação do chumbo (vulgar, imperfeito e grotesco) em ouro (puro, nobre e perfeito), seja mentalmente, depurando, solvendo e coagulando a si mesmo centenas e centenas de vezes, seja fisicamente, transformando movimento em energia, ou doença em saúde.

Espero ter conseguido te fazer entender a abrangência dos princípios alquímicos... E que fatiar apenas uma das faces de suas muitas formas, é aleijar a perfeição.


Haaaa deu preguiça foi? Da trabalho entender essa porra toda né?

É... Dá sim... Incomoda no começo, dói no meio e arde no final. Não tem jeito fácil, não tem atalho.

“E pra que serve essa merda?”

Serve pra você evoluir como “individuo”, serve pra você sair dos ciclos encarnatórios... Tornar-se OURO... Brilhante... Radiante como o sol.

“Mas eu não acredito em reencarnação e muito menos nessas baboseiras de espiritualidade!”

Mas então vá coçar o cu com os dentes e para de pesquisar sobre alquimia... Ela simplesmente NÃO EXISTE sem a integralidade do ser. Se teu negocio é fabricar ouro pra não ter que trabalhar... Lamento... O único conselho q posso te dar é... VAI RACHAR UMA LENHA!





"A escolástica com sua argumentação sutil,
  A teologia com seu fraseado ambíguo,
  A astrologia, tão vasta e complexa,
  São todas brincadeiras de criança quando comparadas à alquimia"
                                - Albert Poisson  -


E tenho dito!!!
O Lobo do Leste

sexta-feira, 11 de março de 2011

De agora em diante

Eu não tenho a ilusão de que vou estar sempre protegido

Eu não tenho a ilusão de que sempre vou ter sorte

Mas tenho a certeza de que o que vier daqui para a frente

Seja bom ou ruim

Vai me tornar mais confiante

Vai me fazer caminhar com mais convicção

Vai me tornar mais forte

Mesmo que eu faça escolhas arriscadas

E pague o preço pelas minhas curiosidades

Quando eu puder voltar ao caminho certo

Não o farei por ganância, mas sim, pelo coração

Porque eu não agüento mais viver dividido

Viver pelo medo, viver pela mágoa

Eu quero ser inteiro. Eu quero ser verdadeiro.

Eu quero ser um .


Dragão do Leste

domingo, 16 de janeiro de 2011

Encerrando os dramas!


http://elianjos.files.wordpress.com/2009/11/teia_de_aranha11.jpg

Viver a vida a "passos largos" não é uma escolha prudente.
Cada dia precisa ser pensado; cada momento, cada escolha são únicos e, precisam ser refletidos.
Não se trata apenas de plantar uma semente e, sim, regá-la todos os dias. Para que haja o resultado esperado. A responsabilidade por tudo o que acontece em nossas vidas, são apenas resultado de nossas escolhas. Mesmo, que tenhamos escolhido não fazer nada. Culpar as pessoas por nossas faltas, não é uma atitude sábia.
É apenas uma forma, para nos enganar e, tirar o foco da origem do problema. Para que possamos enxergar o "foco do incêndio" é preciso nos desmontar, por várias e várias vezes. Deixando de lado as justificativas, que são apenas fatores que nos afastam da verdade.
Alguns, dizem: "por que Deus permite isso?". Eu digo: “Deus nos deu a essência, a inspiração.”
Quem deve decidir o que fazer, somos nós. Livre-Arbítrio.
Todo ser, nesse imensurável universo, do reino mineral ao reino divino, tem a consciência do "bem" e do "mal", do "certo" e do "errado".

"A gente não se liberta de um hábito atirando-o pela janela..é preciso fazê-lo descer a escada, degrau por degrau." (Mark Twain )

Cordialmente, O Tigre do Leste

sexta-feira, 24 de dezembro de 2010

Saudações ao Uno


http://4.bp.blogspot.com/_Fai8-gDjYc4/S2Xk5-oNY3I/AAAAAAAAAMg/VjYSwgWxRyw/S660/bn.jpg

Pai! Te louvamos! Te louvamos!
Tu és o princípio criador de todas as coisas,
nada pode existir antes de ti.
bendizemos o teu santo nome pelos tempos imemoriais
guiai-nos para a morada dos justos
livrai-nos das distrações que perpetuam o caminho
dai-nos força, beleza e sabedoria para que se
faça cumprir a tua palavra

perdoai nossa condição humana
que a tua santa graça inunde nossa alma e coração
Louvado seja o teu nome por entre os tempos vindouros
Amém!

O Tigre do Leste
/|\

sábado, 10 de julho de 2010

Eu não tenho mais medo de nada


A mais dura das guerras é a guerra contra si mesmo.
É preciso chegar até desarmar-se.

Tenho lutado nesta guerra durante anos.
Foi terrível. Mas hoje estou desarmado.
Não tenho mais medo de nada, porque o amor lança fora o temor.

Estou desarmado da vontade de ter razão, de
justificar-me, desqualificando os outros.
Não estou mais em guarda, à defensiva,
ciumentamente crispado sobre minhas riquezas.
Acolho e partilho.

Não estou apegado, particularmente às minhas
idéias, aos meus projetos. Se alguém me
apresenta outras melhores, aliás, não só
melhores, mas simplesmente boas, aceito-as sem mágoa.

Renunciei ao comparativo.
Aquilo que é bom,verdadeiro, real, é sempre o melhor para mim.

Por isso, eu não tenho mais medo.
Quando não se tem nada, não se tem mais medo.

Se estamos desarmados, despojados, abertos ao
Deus-Homem, que faz novas todas as coisas.
Ele apaga o passado ruim, e nos traz um tempo novo
onde tudo é possível.

terça-feira, 25 de maio de 2010

Cadoc /|\


Os Ditados de Cadoc

Não existe sábio que não veja sua própria loucura;
Não existe um capaz de conhecer que não conheça a si mesmo;
Não existe forte que não seja o que vence a si mesmo;
Não existe sábio que não seja o que vê a seus próprios erros;
Não existe hábil que não seja o que compreende sua falta de habilidade;
Não existe vigilante
que não seja o que vigia a si mesmo;
Não existe prudente
que não seja o que evita aquilo que seu desejo busca;
Não existe cego
que não seja o que não vê suas próprias faltas;
Não existe inteligente
que não seja o que compreende seus próprios defeitos;
Não existe vencedor
que não seja o que triunfa sobre suas enfermidades;
Não existe sábio
que não seja o que instrui o ignorante.


"O nosso exterior é apenas o reflexo de nosso interior. dentro de cada um de nós, existe um altar. esse altar é o nosso coração. cabe a nós decidir o que ali vai existir, o que ali vamos proteger e o que ali iremos alimentar."
O Tigre do Leste